Depois da tão comentada Magic Booze, cervejaria investe no B33R3D, um projeto sustentável e divertido para o público cervejeiro geek

 

Impressão 3D já é uma realidade, mas já imaginou utilizar restos de malte, lúpulo e até mesmo cerveja pronta para produzir objetos diversos? Esta é a aposta do B33R3D (pronuncia-se Beered), uma iniciativa inovadora nascida dentro da Cervejaria Pratinha, baseada em Ribeirão Preto.

O projeto B33R3D.com é um site onde são disponibilizados gratuitamente projetos open source para que os apaixonados por impressão 3D possam imprimir em casa objetos prontos ligados ao universo cervejeiro como abridores, cadeados de garrafa, bolachas, porta-bolachas e outros acessórios. Em breve o site estará também aberto para que outras pessoas possam fazer o upload de seus próprios objetos e compartilhar com outros usuários também, além do conteúdo já publicado.

O projeto já está no ar em www.beer3d.com.br

Impressão com resíduos de cerveja

Seguindo sua identidade de inovação e sustentabilidade, a cervejaria desenvolveu também um filamento especial com o material que, a princípio, seria descartado pela fábrica como o bagaço de malte e os resíduos de lúpulo. O desenvolvimento do filamento ainda está em fase “beta” e algumas amostras já foram apresentadas ao público durante o Mondial de La Bière, em São Paulo, no início de junho.

O projeto nasceu no Beer Hack Lab – laboratório de pesquisa e inovação da Pratinha – e levou meses para chegar a um resultado satisfatório de filamento com textura, densidade e espessura adequadas para ser usado em impressões 3D.

“Mostrar que era possível e convidar as pessoas a pensar em formas inovadoras para tratar os resíduos de produção foram o nosso objetivo e não criar algo comercial a princípio. Por este motivo estamos abrindo a “fórmula” para o público para que este possa evoluir e melhorar a nossa ideia original. Queríamos trazer a atenção para este assunto, dar um ponta pé inicial e ver a partir daí a evolução do projeto, de forma aberta e colaborativa. Isso faz parte da nossa identidade inovadora e vocação para projetos com potencial disruptivos”, explica José Virgílio Braghetto Neto, sócio-diretor da Cervejaria / Laboratório.

A princípio, serão oferecidos gratuitamente mais de 30 objetos relacionados ao mundo da cerveja, que podem ser feitos com cerveja e para quem ama cerveja.

 

Outras inovações

Além do B33R3D, a Pratinha também aposta em outras tecnologias para interagir com seu público e inovar o mercado cervejeiro. Um exemplo são os aplicativos Pratinha e Beer Hack App, que podem ser baixados pelo Apple Store e Play Store (IOS e Android). Através deles, os usuários podem “interferir” nas receitas das cervejas, se divertir com as bolachas interativas e acessar os vídeos “Como Servir”, que transforma cada rótulo em pequenas telas através da realidade aumentada.

Há também o Tour Virtual Pratinha, onde os visitantes podem conhecer a fábrica que fica em Ribeirão Preto, em 360º através de óculos de realidade virtual. Participantes podem olhar de perto a sala de brasagem, a envasadora, pasteurizador e rotuladora funcionando, como se estivessem lá. Quem quiser experimentar o passeio virtual, os óculos de VR ficam na loja física localizada na Av. Caramuru 515 em Ribeirão Preto. Porém, quem tiver um equipamento de VR próprio pode também fazer a visita virtual pelo canal do YouTube da Pratinha onde o arquivo está disponível.

Recent Posts