A startup mineira Neurobrinq, idealizada no Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel, produz inovações tecnológicas voltadas para a estimulação sensorial, cognitiva e motora de crianças na primeira infância. A proposta é integrar soluções, aplicativos e dispositivos com base em IoT (Internet das Coisas) além de possuir visão para gerar ferramentas para ajudar, clínicas e profissionais da educação e saúde.

O iUP 6D atua com um painel sensorial tátil, piscina de bolinhas iluminada, colunas de borbulhar que alteram de cor, parede de escalada formada por letras do alfabeto e dispositivos sensoriais que simulam vento, chuva, bolhas de sabão, cores e aromas. A inovação está em um software que comanda tudo isso, possibilitando que o terapeuta controle os equipamentos de acordo com a necessidade de cada criança ou grupo.

O sistema tem ainda uma funcionalidade de adicionar efeitos sensoriais em filmes, uma simples atividade de assistir um conteúdo com uma experiência envolvendo os sentidos e a emoção.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Parques já instalados

No início de 2019, a Neurobrinq inaugurou um parque multissensorial em Mossoró-RN, na clínica da Dra. Ana Katarina Gurgel, que é psicóloga infantil, especialista no tratamento de crianças portadoras de Transtorno do Espectro Autista (TEA) e outros transtornos de neurodesenvolvimento.

O primeiro parque multissensorial 6D do Brasil, foi instalado na Clínica Neuropsicocentro, em Fortaleza no Ceará. Espaço representa o desenvolvimento de uma ferramenta de trabalho para psicólogos, médicos e terapeutas que atuam com o desenvolvimento de pacientes com TEA.

Recommended Posts